Casos de estupro aumentam 21,7% em 2021 em Campinas.
Reprodução
Casos de estupro aumentam 21,7% em 2021 em Campinas.


Os casos de estupro - incluindo os de estupro de vulnerável - aumentaram 21,7% no período de janeiro a setembro deste ano em comparação ao mesmo período do ano passado. Os dados são da SSP (Secretaria de Segurança Pública) de São Paulo, divulgados hoje (25).

No total, em 2021 foram 190 registros até o mês anterior, sendo que a maioria (144) são os caracterizados como estupro de vulnerável. Se enquadram nessa tipificação casos como sexo com menores de 14 anos ou sem o consentimento da mulher.

Já no ano passado, o número total foi de 156 casos, dos quais 116 foram registrados como estupro de vulnerável.

ASSASSINATOS

Na contramão , o número de homicídios dolosos - quando há a intenção de matar - diminuiu em Campinas. Foram 79 assassinatos de janeiro a setembro deste ano, totalizando 81 vítimas. Em 2020, foram 98 homicídios, com 99 vítimas. A diminuição de casos é de 19,3%.

Leia Também

NA REGIÃO

De acordo com a SSP, na região de Campinas os indicadores de ocorrências e de vítimas de latrocínio caíram igualmente de quatro para um.

Sem contabilizar os anos em que não houve registro dessa modalidade (2005, 2011 e 2015), os totais de ambos os índices são os menores da série histórica, iniciada no ano de 2001.

Os casos de homicídios ficaram estáveis, com 17 registros contabilizados. O número de vítimas dessa modalidade, por sua vez, passou de 17 para 19 na comparação dos meses de setembro de 2020 e de 2021.


Com as variações, as taxas dos últimos 12 meses (de outubro de 2020 a setembro de 2021) caíram para 5,89 ocorrências e 6,24 vítimas a cada grupo de 100 mil habitantes. Os índices são os menores da série.

Ainda na comparação mensal, o índice de extorsão mediante sequestro permaneceu zerado pela 12ª vez consecutiva e pela 18ª vez na análise histórica. Já os estupros, passaram de 78 para 92.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários