Chuvas intensas colocam 19 cidades da RMC em estado de atenção.
Reprodução
Chuvas intensas colocam 19 cidades da RMC em estado de atenção.


As chuvas constantes na RMC (Região Metropolitana de Campinas) deixaram 19 das 20 cidades em estado de atenção, segundo boletim do Sidec (Sistema Integrado da Defesa Civil), divulgado no começo da tarde desta segunda-feira (31).

De acordo com o levantamento, Campinas registrou o maior acumulado no período, com 218 milímetros em 72 horas. Em segundo lugar está Monte Mor, com 203,0 mm. Ambas as cidades tiveram prejuízos por conta das chuvas (leia mais abaixo).

A precipitação registrada na RMC eleva o risco de deslizamentos de terra e transtornos nas cidades. O estado de atenção é colocado quando a cidade atinge mais de 80 milímetros acumulados em 3 dias.

Até ontem, eram nove cidades da região que estavam em estado de atenção. A previsão do Cepagri (Centro de Pesquisas Meteorológicas e Climáticas Aplicadas à Agricultura), da Unicamp, é de chuva pelo menos até quarta-feira (2).

ACUMULADO DE CHUVAS NA RMC

Americana - 120,8 mm

Artur Nogueira - 95,3 mm

Campinas - 218,9 mm

Cosmópolis - 88,0 mm

Engenheiro Coelho - 107,0 mm

Holambra - 111,0 mm

Hortolândia - 168,0 mm

Indaiatuba - 178,9 mm

Itatiba - 40,5 mm

Jaguariúna
- 100,8 mm

Monte Mor - 203,0 mm

Morungaba - 91,0 mm

Nova Odessa - 94,0 mm

Paulínia - 97,9 mm

Pedreira - 91,0 mm

Santa Bárbara d'Oeste - 87,9 mm

Santo Antônio de Posse - 149,0 mm

Sumaré - 107,0 mm

Valinhos - 124,8 mm 

Leia Também

Famílias ficaram desalojadas após chuvas em Monte Mor.
Defesa Civil de Monte Mor
Famílias ficaram desalojadas após chuvas em Monte Mor.


Leia Também

ESTRAGOS

Nos últimos cinco dias, Campinas registrou o volume esperado para todo o mês de janeiro, segundo a Climatologia.

No período, de 30 dias, foram 302 milímetros de chuva, o que corresponde a 97,7% do que era previsto para janeiro - de 309 mm.

Com isso, o mês foi o mais chuvoso dos últimos cinco anos, segundo o levantamento . Na cidade, 12 casas chegaram a ser interditadas e duas estações elevatórias de esgoto da Sanasa foram invadidas pelo Rio Capivari.

Em Monte Mor, 150 pessoas estão desalojadas e parte da cidade está debaixo d'água por conta de enchentes.

Três pontes foram arrastadas pela força das águas (Chácaras Pindorama, Fazenda Monte Mor, Ponte dos Tempranos). Mais três pontes foram danificadas (Jardim Moreira, Chácaras Miracatu e Chácaras Planalto), além de danos nas estradas rurais do município.



Por conta da situação, o governo de São Paulo anunciou a liberação imediata de R$ 1 milhão após transtornos em Monte Mor.

NO ESTADO

No estado de São Paulo, as chuvas que atingiram diversas regiões já deixaram 21 mortos e cerca de 660 famílias desabrigadas ou desalojadas. As informações são da Defesa Civil, que confirmou os números na manhã desta segunda-feira (31), às 9h.

Entre as vítimas, há um total de oito crianças. Além disso, há seis feridos e 11 desaparecidos.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários