Matheus Abreu Almeida Prado Couto voltou a protagonizar episódio de racismo.
Reprodução
Matheus Abreu Almeida Prado Couto voltou a protagonizar episódio de racismo.


Denunciado pelo Ministério Público por discriminação racial em novembro do ano passado , após ofender um  motoboy em condomínio de Valinhos , Matheus Abreu Almeida Prado Couto foi filmado mais uma vez praticando ofensas racistas . Em vídeo gravado na tarde desta sexta-feira (09), em um mercado no distrito de Barão Geraldo, em Campinas, ele dispara xingamentos contra os donos do estabelecimento após dizer que “é racismo mesmo”.

“Eu sou nórdico. Chama a polícia para ver se eu tenho medo”, diz Couto no vídeo. “Chama a polícia aí, traz a Federal, seu preto filho da puta. Vou te humilhar na frente da sua mulher, seu lixo, ladrãozinho”, afirma em outro momento, antes de apontar para a própria pele e falar “você têm inveja disso”.


Você viu?

O homem chegou a voltar para casa, onde foi abordado pela Guarda Municipal e por agentes do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU). Ele foi encaminhado ao Hospital de Clínicas da Unicamp. Segundo a família, ele sofre de esquizofrenia e hoje, morando sozinho em Barão Geraldo, não está tomando os medicamentos adequadamente.

MAIS UMA VEZ

As pessoas que estavam no mercado nesta tarde identificaram o agressor, que ficou conhecido após fazer ofensas racistas ao entregador Matheus Pires Barbosa no final de julho do ano passado.


Na ocasião, o trabalhador foi fazer uma entrega na casa de Couto, em um condomínio de Valinhos. O morador humilhou Barbosa e, assim como no episódio registrado nesta sexta, apontou a pele dizendo que ela causava inveja.

A família alegou que Matheus Couto sofre de esquizofrenia paranoide e entregou um laudo à Polícia Civil. Ainda assim, o Ministério Público o denunciou por discriminação racial, no dia 30 de novembro. O processo ainda não foi julgado.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários